Ocidental Seguros

Formulário de procura

A Açoreana Seguros nasceu no dia 2 de Abril de 1892, num sábado soalheiro. “A Companhia de Seguros Açoreana iniciou as suas actividades em pleno coração da cidade de Ponta Delgada”. Passado mais de um século, a sede da Açoreana continua em Ponta Delgada, mas a seguradora cresceu numa busca por permanente desenvolvimento. Durante a sua existência, são diversos os momentos que ficam para sempre registados na sua história:

1893: A então “Companhia de Seguros Açoreana” estende a actividade ao Continente, nomeando Agentes em Lisboa e Porto.

1939: Transforma a sua Agência Geral, em Lisboa, em Delegação Geral, transitando estes serviços, em 1961, para um magnífico prédio adquirido na Rua Alexandre Herculano, no centro da capital.

1972: Em consequência do projecto de expansão, a Açoreana já estava presente em todas as ilhas dos Açores, com excepção do Corvo, em todas as capitais de distrito do Continente e ainda no Funchal.

1975: em resultado do processo de nacionalização, esta expansão é interrompida. A carteira, o património e o pessoal da Açoreana, no Continente e na Madeira, são transferidos para outra seguradora, ficando a presença da Companhia de origem circunscrita aos Açores.

1990: Retoma-se o esforço de penetração no mercado do Continente, reabrindo um novo escritório em Lisboa e outro no Porto (1991). Seguem-se Braga (1992) e Setúbal (1993), assistindo-se, em paralelo, ao reforço da rede de Agentes em todo o território.

1996: Um novo facto marca o futuro da Açoreana Seguros: a integração no Grupo BANIF - Banco Internacional do Funchal. Daqui resultaram profundas transformações:

• Maior presença e visibilidade no mercado;
• Alteração da imagem – com adopção de um novo logótipo;
• Alargamento da rede;
• Modernização das infra-estruturas técnicas e tecnológicas;
• Profunda reestruturação organizacional;
• Consequente rejuvenescimento do portfólio de produtos e alargamento da oferta.


1997: Em Outubro, a Açoreana encetou o processo de aquisição da Oceânica Companhia de Seguros que culminou, em 30 de Setembro de 1999. Esta aquisição permitiu duplicar a rede de escritórios e triplicar o volume da produção.

2000: A Açoreana adquire cerca de 99% do capital social da seguradora O Trabalho. Com esta aquisição, o conjunto agregado das duas seguradoras atinge uma dimensão que supera os 80 milhões de contos de activos, ultrapassa os 35 milhões de contos em prémios e excede os 80 pontos de venda.

2002: A celebrar 110 anos, a Açoreana Seguros dá outro passo e concretiza a fusão com a seguradora O Trabalho. Este acontecimento confirmou a importância da Açoreana no panorama segurador nacional, ocupando o 8º lugar do ranking da indústria, gerindo activos de cerca de 500 milhões de euros e um volume de negócios de aproximadamente 250 milhões de euros.

2010: A aposta na aquisição da Global Seguros foi uma das etapas mais importantes de sempre na história da Açoreana. Trata-se de uma decisão de vontade de crescer, encetada pelo Comendador Horácio Roque.

No fim do ano de 2014, contabilizámos 52 sucursais e mais de 5.200 Agentes activos. Fizemos dos nossos valores e convicções a base sólida para trilhar os caminhos futuros, sempre com base na experiência adquirida e com o propósito de continuar a merecer a confiança dos nossos clientes.

O orgulho desta história e a constante necessidade de evolução fazem parte do ADN da Açoreana. Para enfrentar os desafios vindouros, temos apostado no fortalecimento de importantes eixos estratégicos, como o crescimento em diferentes ramos de actividades e a aposta na rentabilidade e diferenciação. Acreditamos que a sustentação dos nossos modelos operativos, a especialização, a informatização de áreas funcionais e a produção de respostas mais eficazes e eficientes aos nossos clientes e parceiros serão a base para continuarmos uma história alicerçada, sobretudo, na confiança e no progresso.